A beleza das embalagens dos alimentos e os resultados estéticos que elas sugerem não devem ser os únicos critérios levados em conta na hora de escolher o que comprar. O bom estado dessas embalagens, bem como o prazo de validade e as informações nutricionais que elas trazem, não podem ser ignorados por quem compra. Isto porque, explica a nutricionista da Vigilância de Alimentos da Secretaria Municipal da Saúde Sabrina Mendes, comida e bebida precisam ser consumidas de forma equilibrada para o bem da saúde.
Checar se pacotes, garrafas, potes, caixas ou latas expostos na área de venda de supermercados e lojas estão intactos – sem trincas, amassados, furos ou rasgaduras – e conservados na temperatura correta faz parte dos cuidados iniciais a serem tomados. Nessas embalagens devem constar o prazo de validade legível e em dia e, além disso, o rótulo discriminando os nutrientes de que cada alimento é composto e suas proporções.

Dieta planejada
Para uma boa compra é importante planejar o que levar para casa com antecedência e nunca ir às compras com pressa e sem óculos. Também é importante não se deixar impressionar pelos preços promocionais. O que vale é adquirir produtos com baixos teores de sal (sódio), carboidratos (nutrientes energéticos entre os quais estão os açúcares) e gorduras saturadas (de origem animal) e trans (de alimentos industrializados).

Entendendo o rótulo

Saiba o que considerar na hora de comprar alimentos de todo o tipo:
– Porção: é a quantidade média que deve ser consumida. Ela também traz a medida caseira do alimento. Por exemplo, quando você come biscoitos doces, a porção média estabelecida para ser consumida é de 30 gramas, o que equivale a X biscoitos (depende do tipo do biscoito).
– %VD: significa o quanto aquele alimento fornece, em porcentagem, do total de cada nutriente que deve ser consumido durante um dia alimentar. Ex.: o alimento possui 4g de fibra alimentar e o %VD (Valor Diário) deste nutriente é de 17%. Isso significa que consumindo a porção deste alimento você estará ingerindo 17% do total de fibras necessárias para o dia.
– Valor energético: é a quantidade de energia produzida pelo organismo ao consumir determinado alimento. Em média, um indivíduo adulto saudável necessita de 2000 kcal.
– Carboidratos: são os nutrientes que fornecem a maior parte da energia para o organismo. Os açúcares fazem parte deles.
– Proteínas: são as substâncias necessárias para a construção e manutenção do corpo.
– Gorduras totais: representam a soma de gorduras de origem animal e vegetal presente no alimento.
– Gorduras saturadas: é um tipo de gordura presente em produtos de origem animal (carne, queijo, leite, manteiga, requeijão). Quando consumida em grandes quantidades, pode aumentar o risco de doenças do coração.
Um %VD alto em gorduras saturadas representa a ingestão de grande quantidade em relação ao total que deveria ser consumido no dia. A dica é sempre consumir alimentos com valores de gordura saturada baixos.
– Gorduras trans: é um tipo de gordura encontrado em alimentos industrializados (margarinas, cremes vegetais, biscoitos, sorvetes, gordura vegetal hidrogenada). O consumo deste tipo de gordura deve ser muito reduzido, uma vez que o corpo não precisa desse tipo de gordura e porque o consumo excessivo aumenta o risco de doenças cardíacas. O consumo desse tipo de gordura não deve ser maior que 2 gramas ao dia.
– Fibra alimentar: presente em diversos alimentos de origem vegetal (frutas, verduras, feijões e alimentos integrais). A ingestão das fibras alimentares auxilia o funcionamento do intestino. Procurar sempre alimentos com %VD de fibras mais elevado.
– Sódio: é a substância química presente no sal de cozinha e outros alimentos industrializados (salgadinhos, molhos prontos, embutidos, refrigerantes) que provoca o aumento da pressão sanguínea. A solução é consumir alimentos com %VD de sódio baixos. Ex: um prato pronto para o consumo (lasanha congelada) que tenha um %VD para sódio de 58% (1357 mg) equivale a mais da metade da quantidade de sódio que você deveria consumir durante todo o seu dia alimentar.