Curitiba dobrou o número de leitos de UTIs para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) nos últimos 128 dias. De 324 unidades no início de março, a Secretaria Municipal da Saúde abriu outras 325 novas vagas exclusivas para tratamento da covid-19, totalizando hoje 649 UTIs SUS na cidade.

As ativações das UTIs foram feitas de forma programada, atendendo a demanda de pacientes gerada pela pandemia. Os leitos foram ativados dentro da rede hospitalar já existente na cidade, e também em dois novos hospitais abertos nesse período: um no Alto da XV e outro na CIC. Os dois novos hospitais foram abertos nos últimos 30 dias.

Na sexta-feira (17/7) foram abertos mais 12 leitos de UTIs para covid-19 no complexo Hospital do Idoso-Vitória. Outras 20 serão ativadas ainda neste mês, no Instituto de Medicina, no Alto da XV, ampliando para 345 o número de UTI do SUS para covid-19.

“Não são leitos transformados, são 325 novas vagas até agora exclusivamente para pacientes graves de covid-19, ou seja, são leitos extras na rede”, explica Márcia Huçulak, secretária municipal da Saúde de Curitiba.  

Os novos leitos fazem parte do plano de contingência de enfrentamento à pandemia do município e integram os 1.088 leitos de UTI da rede hospitalar pública e privada da cidade.

Além das novas UTIs, Curitiba conta ainda com 393 enfermarias totalizando 649 leitos na capital exclusivamente para covid-19, que recebem pacientes SUS.