O deputado federal Luciano Ducci (PSB-PR) acredita que o fim da reeleição em cargos do executivo e a concomitância das eleições são praticamente um consenso entre os deputados. “Acho que estes dois pontos têm maioria entre os deputados. Também considero que passe mandato de 5 anos”, disse Luciano, integrante da comissão especial que discute a Reforma Política.
O relatório da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma Política seria votado nesta quinta-feira,14, mas por ainda divergências sobre outros pontos apresentados no realtório, a matéria foi adiada para a próxima terça-feira. A previsão é o relatório ir ao plenário na última semana de maio.
A mudança mais significativa e um dos pontos de conflito do relatório é a alteração feita pelo relator Marcelo Castro (PMDB), que aumenta o mandato dos senadores de 8 para 10 anos. A proposta inicial era reduzir o mandato para 5 anos. “Dez anos é muito para um mandato de senador, é desfavorável para a reforma política do país. Votarei contra este item”, afirmou Ducci.
Em outra alteração, o relator aumentou o tempo de mandato dos prefeitos eleitos em 2016.

Mais detalhes em www.gazetadobairro.com.br