O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) firmou um acordo com a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e o Instituto Mundo Melhor (IMM) para ofertar qualificação profissional a pessoas privadas de liberdade. O objetivo é desenvolver uma ação conjunta na oferta de cursos online de qualificação profissional na modalidade a distância.
Com a nova parceria, três novos laboratórios de informática serão instalados, sendo um na Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu (PEF), outro no Centro de Reintegração Feminino de Foz do Iguaçu (Cresf) e o último no Complexo Penitenciário de Piraquara. Os novos espaços serão destinados, em sua maioria, para o público feminino.
Segundo o diretor do Depen, Luiz Alberto Cartaxo Moura, novas iniciativas e políticas vêm sendo adotadas para mulheres em privação de liberdade. “Hoje estamos executando uma grande ação de revisão de pena das mulheres encarceradas com o Projeto Cidadania nos Presídios do Conselho Nacional de Justiça. Com essa nova parceria buscamos fortalecer ainda mais iniciativas voltadas para esse público. A ideia é que homens e mulheres tenham condições reais para sua reinserção no mercado de trabalho”, explica Cartaxo.

Estrutura
O Depen conta com nove laboratórios de informática (telecentros) em unidades penais. A instalação dos novos laboratórios deverá intensificar a oferta de cursos de iniciação e qualificação profissional, presencial e a distância, bem como o aumento do número de detentos em exames online.

Parceria
Uma reunião para firmar a parceria aconteceu na sede do Depen, em Curitiba. Estiveram presentes o diretor do Depen, Luiz Alberto Cartaxo Moura; a coordenadora de Educação do Depen, Glacélia Quadros; representantes da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e o representante do Instituto Mundo Melhor (IMM), Orion Barbosa.