Pesquisa revela que quase 70% dos estudantes usam smartphone para acessar aulas e atividades escolares on-line

Uma pesquisa realizada pela Conquista Solução Educacional com mais de 600 mil alunos de classe média de todas as regiões do Brasil revelou que 69% dos acessos de aulas on-line foram realizados por meio de um celular. Para a consultora pedagógica da Conquista, Ana Paula Menezes de Santana, o número alto de acessos via smartphone se dá, principalmente, pela falta de disponibilidade de aparelhos maiores na maioria dos lares. “Nós não esperávamos que o maior acesso fosse pelo celular, principalmente pelo tamanho da tela, mas quando começamos a receber os relatórios, vimos que tinha mais a ver com fato de que muitas famílias não têm computador ou notebook em casa – e quando tem, os pais estão utilizando para o trabalho, que agora se intensificou via home office”, interpreta a pedagoga.

Segundo o coordenador-geral do Centro de Tecnologia da Informação (CTI), da Universidade Positivo, Kristian Capeline, a grande vantagem do uso do celular é a mobilidade, que proporciona ao aluno assistir à aula de qualquer lugar – e mesmo em trânsito. O maior desafio, segundo ele, é conseguir manter o foco – e isso faz com que aumente a responsabilidade do estudante com o comprometimento. A dica do professor é que a tecnologia seja utilizada a favor do aprendizado, com softwares que ajudem a aprender e não os que ajudam a dispersar a atenção. “Horário de aula é momento de redes sociais fechadas”, ressalta. Ele indica o uso de alguns aplicativos de produtividade e de lembretes, como o Evernote e o Tomate.