O termo pode até soar estranho, mas sua “aplicação” é extremamente simples, criatividade adaptativa nada mais é do que adaptar algo de forma criativa. Aplicamos isso praticamente todos os dias sem perceber.
Quem nunca usou um chinelo para matar uma aranha? Isso é criatividade adaptativa, você usou de forma criativa um objeto que já tem uma finalidade definida.
Quando usamos um objeto para outra finalidade que não aquela previamente estabelecida estamos usando criatividade adaptativa. Muita gente chama isso de gambiarra, mas prefiro chamar de enjambre técnico dar um ar mais profissional, rs.
Celular como peso de papel, clips na barra da calça, chinelo para matar mosquitos e muitas outras situações são exemplos claros de criatividade adaptativa.
Como exercício você pode escolher um objeto e pensar em 5 outras opções diferentes do propósito original.

Por exemplo. Uma bota tem seu propósito inicial proteger os pés, mas ela também pode servir para:
1) Calço de porta;
2) Matar insetos;
3) Traves para um gol;
4) Esconderijo de dinheiro;
5) Vaso de plantas.
A bota não foi criada com nenhum destes propósitos, mas nada impede que utilizarmos ela dessas maneiras, não acha?

Quando estiver diante de um problema, utilize essa estratégia, pense em 5 soluções diferentes com os recursos que tem. Assim, certamente, sua capacidade criativa irá se desenvolver cada vez mais.

Thiago Kffuri
Professor e Palestrante especializado em Criatividade
www.thiagokffuri.com.br