A Semana Mundial da Alimentação, Promovido pelo Governo do Estado através da Ceasa Paraná, em parceria com Sindaruc e o movimento Slow Food Pró-Vita Curitiba, e outros órgãos e organismos públicos, além de instituições de ensino iniciou na terça-feira, dia 13 reunindo cerca de mil pessoas que, até o dia 16, participaram de 19 ações desenvolvidas pelos organizadores.
Durante a solenidade de encerramento da Semana Mundial de Alimentação, dia 16, a direção da Ceasa anunciou diversas ações visando dobrar a coleta das doações do Banco de Alimento na Ceasa de Curitiba, anúncio também a parceria com escola para a implantação de uma horta comunitária e a criação de uma área destinada à comercialização de produtos orgânicos na unidade. O diretor-presidente Natalino Avance de Souza fez questão de agradecer publicamente “a todos que se empenharam nesta semana em realizar esse trabalho solidário, de combate à fome e contra o desperdício, seguindo em direção à cidadania” e destacou a parceria dos agricultores e permissionários atacadistas, que colaboram diariamente com doações para o programa Banco de Alimentos que movimenta cerca de 518 mil quilos de hortigranjeiros por mês, distribuindo tudo isto para 531 entidades assistenciais cadastradas, beneficiando cerca de 130 mil pessoas.
Na avaliação do presidente da Ceasa Paraná, essa ação do Banco de Alimentos está ganhando mais dois importantes apoios. A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento disponibilizou quatro funcionários para auxiliar na separação e seleção dos hortigranjeiros doados.

Outro apoio da Pasta refere-se à cessão de um caminhão baú, que percorrerá as instalações da Ceasa Curitiba para receber as doações dos produtos que não comercializadas, mas que ainda estão em bom estado para consumo.

O diretor agrocomercial da Ceasa Paraná, João Luiz Simões Cordeiro anunciou que a empresa será parceira na implantação de uma horta comunitária junto à Escola Estadual Professora Maria Gai Grendel, no bairro Cachimba. “E a nossa forma envolver e ampliar a participação dos jovens nessa discussão do consumo consciente, do não desperdício e sobre o aproveitamento integral dos alimentos que produzimos”, disse.
O evento foi encerrada com uma teleconferência realizada pela chefe de cozinha Regina Tchelly, coordenadora do programa Favela Orgânica, no Rio de Janeiro, que foi transmitido para todas as unidades da Ceasa Paraná.
Participaram da organização da Semana Mundial da Alimentação, o Sindicato dos Permissionários da Ceasa (Sindaruc); a Associação dos Produtores da Ceasa de Curitiba (Aprotiba); as Faculdades Opet, Estácio e PUC Paraná; Sebrae; TecPUC-PR; Sanepar; as TV e Rádio E-Paraná; Rotary Club de Curitiba e do Instituto Estre – Cavo.