Com o objetivo de proporcionar maior segurança aos colaboradores e clientes, o Condor Super Center está seguindo todas as recomendações dos órgãos de saúde e das autoridades de cada município.

Entre as medidas, está disponibilizando álcool 70% para que a equipe realize a higiene das mãos e materiais de trabalho, além da limpeza dos carrinhos e cestinhas.

A rede também está disponibilizando aos colaboradores máscaras e luvas, mas por não serem itens obrigatórios, o uso é facultativo.

Com o objetivo de detectar casos de febre, é realizado um controle diário da temperatura de todos os colaboradores.

Também foi oferecida a possibilidade aos colaboradores com mais de 60 anos ou gestantes para que antecipem as suas férias, tirem as férias vencidas ou usem o banco de horas, podendo, desta maneira, permanecer em casa.

Como item de segurança, a rede instalou em suas lojas barreiras de acrílico nos caixas. Com essa iniciativa, os operadores de caixa terão contato com os consumidores através desta proteção.

Os colaboradores também estão sendo orientados a manterem uma distância segura das pessoas. Cartazes espalhados pela loja também estimulam os clientes a tomarem este cuidado e a adotarem outras medidas preventivas.

O Condor também está orientando os seus colaboradores para que em caso de febre ou sintomas de gripe, busquem imediatamente avaliação médica.

As lojas da rede também estão abrindo às 7h, liberando, exclusivamente, a entrada dos clientes com idade acima de 60 anos e gestantes. Os demais clientes só podem entrar após às 8h.

Como os supermercados são considerados atividade essencial, a rede está trabalhando para que todas as suas lojas mantenham o funcionamento e o abastecimento da população normalmente e em segurança.

“Enxergamos cada colaborador como um grande guerreiro, que trabalha nesta linha de frente tão essencial para cada cidadão e família. Agradecemos a todos pela consciência de que seus trabalhos são fundamentais para garantir que não falte nenhum produto de necessidade básica para a população”, afirma o presidente do Condor, Pedro Joanir Zonta.