O EstaR Eletrônico, que automatiza a utilização de vagas regulamentadas na cidade, registrou 45 mil tickets de estacionamento desde o início do novo sistema, em 16 de março. Os modelos em papel e digital vão conviver até 10 de maio, quando deixa de existir o sistema de bloquinhos e todas as transações serão eletrônicas.

Os modelos em papel e digital vão conviver até 10 de maio, quando deixa de existir o sistema de bloquinhos e todas as transações serão eletrônicas.

A Urbanização de Curitiba (Urbs) vai avaliar se será necessário prorrogar esse prazo por conta da pandemia do novo coronavírus, segundo Vilson Kimmel, gestor da área de Tecnologia da Informação.

“Estamos acompanhando de perto os efeitos das medidas adotadas para conter avanço da Covid-19. O EstaR eletrônico começou na semana seguinte à chegada da pandemia aqui em Curitiba”, disse.

Apesar das medidas de isolamento social, muitas pessoas já aderiram ao sistema eletrônico. De acordo com a Urbs, cada aplicativo ativo do EstaR Eletrônico já registrou em média 100 mil downloads.

O EstaR eletrônico conta com nove aplicativos homologados, dos quais sete estão ativos :Faz Digital Curitiba, El Parking, Zul EstaR Digital, EstaR Digital Zazul, Meu EstaR, Transitabile e Estacionamento Digital. Eles podem ser baixados nas plataformas Android e iOS.

O usuário pode escolher e fazer  o download de um ou mais aplicativos, de acordo com sua preferência. Além disso, são 160 pontos comerciais e de serviços que estão habilitados também a vender créditos para quem não tem o celular disponível.

Os pontos de venda são úteis para quem não tem celular ou ficou sem bateria e não pode acessar os aplicativos naquele momento, explica o presidente da Urbanização de Curitiba (Urbs), Ogeny Pedro Maia Neto. São restaurantes, papelarias, farmácias, padarias e cafeterias, dentre outros. A lista pode ser conferida no site www.urbs.curitiba.pr.gov.br. Este número deve crescer quando o comércio voltar a funcionar normalmente, após o fim do isolamento social.

Nas ruas onde não há pontos comerciais, está prevista a instalação de totens para a venda de créditos.Curitiba conta com 12.088 vagas tarifadas de estacionamento. 

Funcionamento

Para usar o EstaR Eletrônico, o motorista terá que comprar o crédito – por aplicativo de celular ou em pontos de venda físicos e indicar o local onde irá deixar o veículo, a placa e o tempo de permanência.

Os créditos serão fracionados de 15 em 15 minutos, o que é uma diferença grande do sistema em papel.

A fração de 15 minutos de estacionamento custará R$ 0,75 e a hora cheia R$ 3. Caso tenha que mudar o carro de área, uma nova compra terá que ser feita.

O usuário que ainda tem bloquinhos tem até 10 de junho para trocá-los por créditos do EstaR Eletrônico. A troca poderá ser feita nos postos da Urbs da Rodoferroviária (sede) e das Ruas da Cidadania.

“Estamos fazendo uma transição gradualmente para que o usuário se familiarize com o sistema eletrônico”, diz o presidente da Urbs.