Gasta, sobretudo em higiene e alimentação

 

A classe C no Brasil, cresce de maneira espantosa. Em cinco anos, o mercado consumidor brasileiro ganhou mais de 32 milhões de pessoas. Nada menos que 49% da população nacional (cerca de 97 milhões de pessoas), compõem hoje a chmada classe média, um gigante que acordou para o consumo.
O País tem aproximadamente 35,5% da população com acesso à Internet, mais de 53 milhões de televisores vendidos, 23 milhões de máquinas de lavar, 2,5 milhões de veículos novos emplacados por ano e 150 milhões de telefones celulares.
Este é um mercado muito grande, em especial para os segmentos de alimentação e bebida e em especial para bens de consumo como higiene e beleza também têm um gasto significativo.
Os gastos médios da classe C com alimentação foram de cerca de R$ 70 bilhões em 2007, praticamente o dobro dos R$ 35,8 bilhões da classe A. No segmento higiene e cuidados pessoais, a proporção é parecida: R$ 7,3 bilhões da classe C e R$ 4,2 bilhões da A.
Questões como canais de distribuição, acesso ao crédito e comunicação dirigida devem estar no foco das pequenas e médias empresas que quiserem crescer com a classe média daqui para frente. Além da classe C, as classes D e E, ainda um tanto esquecidas pelo mercado, tem um potencial ainda maior de crescimento.