Uma ampla pesquisa publicada na revista norte-americana The Journal of the American Medical Association concluiu que pessoas com hérnia de disco normalmente se recuperam sem cirurgia, segundo informou o fisioterapeuta Giuliano G. Martins, responsável pelo Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral Curitiba.
De acordo com Giuliano Martins, que também é Consultor em Ergonomia e membro da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna, “a pesquisa, de grande amostragem, revela que a cirurgia aparentemente alivia as dores mais depressa, mas que a maioria das pessoas acaba se recuperando de uma forma ou de outra, mesmo não optando pela intervenção cirúrgica” . O estudo aponta, ainda, que não há qualquer dano para o paciente enquanto ele não decide pela operação. Segundo os médicos que participaram do trabalho, “a decisão de operar ou não deve ser baseada em preferências pessoais e no nível da dor”.
Problemas de hérnia de disco são mais comuns do que se pensa. Cerca de um milhão de americanos sofre de dores no nervo ciático, segundo o ortopedista James Weinstein, que coordenou o estudo. O problema ocorre quando o disco pressiona a raiz do nervo ciático, que se prolonga ao longo da parte traseira da perna. A cada ano, aproximadamente 300 mil americanos optam pela cirurgia para aliviar os sintomas.
“Alguns médicos dizem aos pacientes que, se adiarem a cirurgia, correm o risco de causas danos permanentes ao nervo, o que poderia provocar a perda de controle da perna e até mesmo do intestino e da bexiga. Mas nada disso foi verificado no estudo, do qual participaram duas mil pessoas”, garante Weinstein.
Mesas Exclusivas
Em maio deste ano, um novo conceito em tratamento de hérnia de disco e outras lesões de coluna como Protrusão discal, Lombalgia, Cervicalgia e Artrose completou um ano, de implantação em Curitiba. O procedimento executado pelo ITC Vertebral Curitiba, localizado no bairro Agua Verde é um tratamento pioneiro é chamado de RMA ou Programa de Reconstrução Músculo-Articular da Coluna Vertebral e é usado em toda a rede de franquias do ITC no Brasil.
Segundo Giuliano Martins, o diferencial do ITC está no uso das exclusivas mesas de tração eletrônica e flexão-descompressão. “Com as mesas, o tratamento é mais preciso, principalmente, na dosagem da tração. Assim, realizamos com mais exatidão a reabilitação do paciente, de forma personalizada para cada caso e sem ser um método invasivo como a cirurgia. Estas mesas proporcionam alivio imediato ao paciente e garante o seu retorno ao trabalho e a todas as suas atividades rotineiras”, diz o fisioterapeuta Giuliano Martins.
As mesas são exclusivas do ITC Vertebral e dispensam qualquer tipo de intervenção cirúrgica, além de proporcionar um tratamento indolor e eficaz.
SERVIÇO:

O Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral Curitiba fica na Avenida Silva Jartdim, 3161, Água Verde (41) 3045-7272. www.itcvertebralcuritiba.com.br