Supermercados esperam vendas de menores a estáveis na Páscoa com queda nas vendas de chocolate e bacalhau.

Com a expectativa de vendas menores ou estáveis no período da Páscoa, os supermercados entram no mês de março com um pé na frente. Segunda a Abras associação que representa o setor a nível de Brasil desde janeiro o mercado está em queda na comparação anual.
Segundo pesquisa 41,9% dos supermercadistas esperam manter as vendas da Páscoa do ano passado e 39,5% falam em queda em relação a 2015. Apenas 18,6% tem expectativa de melhora para o período.
A pesquisa da Abras apontou ainda que as redes varejistas apostaram em produtos de menor valor agregado para a Páscoa neste ano, como caixas de bombons e chocolates em barra. A categoria de ovos de Páscoa teve queda 7% nas encomendas dos supermercadistas, segundo a Abras.
O levantamento também mostrou que quase todos os produtos ligados à época tiveram queda de encomenda pelos supermercados, como peixes e vinhos. Da lista de produtos mais consumidos na Páscoa, somente o grupo refrigerantes e cervejas (+3,2%) e os azeites (+0,7%) tiveram encomendas maiores.
Quanto ao preço levantamento do Procon-PR apontou preços entre R$ 9,78 a R$ 17,98 no mesmo produto 280g e muitas outras variações que justificam uma pesquisa mais atenta na hora de comprar os ovos e outros produtos para o período.
Com preços bem variados, peixes em geral e bacalhau também merecem atenção em especial o bacalhau que é importado e tem preço maior pela desvalorização do real levando uma diversidade ainda mais nos preços de um local para outro.