Presente todo mês dentro da Ceasa Curitiba, a Gazeta do Bairro tem um ligação especial com este espaço “madrugadeiro” que garante o sustento de muitas famílias não apenas da Capital do Paraná, mas das cidades em torno, litoral, boa parte de Santa Catarina e até do Rio Grande do Sul. 

Sob a responsabilidade do Governo do Estado através da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, este espaço comercial movimenta diariamente um batalhão de oito mil pessoas com empregos diretos só em Curitiba e uma média de 20 mil pessoas circulando por ali todos os dias. 

Só de área asfaltada encontramos um total de quase dez mil metros, permitindo a circulação de 5 mil pessoas todos os dias. São 11 lanchonetes e restaurantes, 3 bancos e até um cartório.

Além dos permissionários e produtores que atendem as necessidades dos mais diversos comerciantes e empreendedores da cidade, lanchonetes, farmácias, agências bancárias, banheiros e estacionamentos também compõem esta estrutura, que precisa ser muito bem gerenciada para poder funcionar a contento.

Quando se fala que o local parece uma cidade não estamos exagerando, pois do total de 399 municípios ainda existentes no Paraná, um total de 306 têm população inferior aos 20 mil trabalhadores que passam todos os dias pela sede de Curitiba.

Tudo começa com a abertura dos portões exatamente as 4 da madrugada. Em meia hora todos os estabelecimentos já estão abertos para receber os compradores, ou iniciar suas vendas do dia às 4:30. Vamos encontrar legumes, frutas, hortaliças, ovos, pescados, flores e plantas ornamentais, entre outros itens ligados a agricultura. Temos também o movimentado mercado de flores

 A Central tem uma área total de 510.000 metros quadrados, sendo que 196.000 metros quadrados já está urbanizada, tendo uma área construída de 72.011 m², abrigando 1.192 produtos de hortifrutigranjeiros ativos e um total de quase 5 mil cadastrados liberados para levar sua produção ao local chamado de pedra.

Responsáveis pela grande movimentação do local, estão também os empresários permissionários, num total de 424 empresas atacadistas, ocupando 644 boxes em regime de concessão. Eles são responsáveis pelo atendimento nos boxes comercializando produtos oriundos das mais diversas partes do Brasil e até mesmo do exterior.

Para comandar e controlar toda esta estrutura tudo começa com o Governo do Estado através da Secretaria de Agricultura e Abastecimento comandada pelo Agrônomo Roberto Ortigara. Na estrutura das Centrais de Abastecimento do Paraná temos Eder Eduardo Bublitz como Presidente; João Luiz Buso, Diretor Administrativo-Financeiro; Paulo Ricardo da Nova, Diretor Agro Comercial e Antônio Leonardecz, Diretor Técnico.

Para garantir a segurança local e das imediações, existe um módulo do 13º Batalhão da Polícia Militar e um bem articulado sistema de segurança interno distribuído por toda a área de circulação.

Dentro desta estrutura tem destaque a atuação do Sindicato dos Permissionários, o Sindaruc, comandado pelo empresário Paulo Salesbram, contando com diretores ativos e presentes no dia a dia da instituição: Presidente: Paulo Salesbram, 1º Vice: Itacir A. Baldissera; 2º Vice: Anselmo Cláudio Fiorese; 1º Secretário: Rogério Salesbram; 2º Secretário: Ederson Fernandes; 1º Tesoureiro: Alexandre Silva Sousa Faria; 2º Tesoureiro: Marcos Aurélio Batistella; Diretora Social e Cultural: Ziza Alves Cabral; Diretor de Relações Sindicais: Anilso Ruon. Conselho Fiscal: Gilso Comachio, Joel Pavelski, Jeri Márcio Rabelo da Silva. Suplentes: Jandira C. Pereira, Clenirson Bogler e José Carlos Iatsunik.