Nestes últimos anos a Guarda Municipal de Curitiba tem registrado um aumento considerável nas ocorrências. Do total de 33.762 atendimentos, em 2019. a grande maioria (37%) aconteceu na região central da cidade.
O inspetor Carlos Celso dos Santos, diretor-geral da Guarda Municipal explica porque a regional Matriz, registra mais ocorrências: “A média é de 2,5 milhões pessoas circulando nesta área. Por isso o maior número de ocorrências”. Vale destacar que deste trabalho no centro foram 161 ações de detenção de foragidos da justiça.


No segundo lugar lugar vem o bairro São Francisco com 7% das ocorrências, m terceiro lugar estão empatados o Cajuru, CIC e Sítio Cercado, cada um com 6%.
O Boqueirão , com 5% fica em quarto lugar e o Jardim Botânico e Tatuquara na quinta posição com 3% cada. Depois temos Alto Boqueirão 2%, Portão, Rebouças, Capão Raso, Fazendinha, Uberaba, Bacacheri, Santo Inácio, Boa Vista, Santa Cândida, Centro Cívico, Água Verde, Santa Felicidade e Pinheirinho.
O inspetor Celso explica que dos 380 novos guardas municipais de Curitiba, 290 vão atuar fora do Centro, nas regionais dos bairros. Outros 90 devem ser realocados pela cidade após o fim da Operação Verão.