No Porto de Paranaguá a dragagem do canal de acesso permite maiores navios, mais carga, menos custo e mais competitividade. Também foi entregue a expansão do novo cais de atracação de navios da TCP, o que acarretará ganho de 15 mil toneladas a mais por navio.

Com sua capacidade de embarque ampliada, o Porto de Paranaguá recebe investimento de R$ 509 milhões em dois novos conjuntos de obras: a dragagem do canal de acesso ao porto e a expansão do novo cais de atracação de navios da TCP (empresa que administra o terminal de contêineres de Paranaguá).

A solenidade de entrega aconteceu nesta quinta, dia 22 de novembro, com a presença da governadora Cida Borghetti e do ministro dos Transportes, Valter Casimiro.

Primeira dragagem de aprofundamento realizada ao longo dos últimos 20 anos, a mesma atingiu a profundidade média de 1,5 metro, permitindo a chegada de navios que podem levar a um aumento mensal (apenas no Corredor de Exportação) de 315 mil toneladas de grãos.

Com a expansão do cais o TCP ganha até 15 mil toneladas “incrementais por navio”. Neste o investimento (feito pela própria empresa) foi de mais de R$ 100 milhões.

A governadora Cida Borghetti ressaltou a presença do Paraná como um dos mais fortes produtores de grãos do País: “A produção paranaense passa pelo Porto de Paranaguá e o aumento da capacidade de embarque no terminal é significativo para movimentar tanto a economia portuária como o setor do agronegócio. Isso representa incremento significativo da arrecadação e faz com que o Porto de Paranaguá permaneça no ranking nacional e internacional como um dos mais importantes portos da América Latina”.

O diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA), Lourenço Fregonese, destacou: “No nosso plano de desenvolvimento portuário estamos trabalhando com um projeto para que em 2030 façamos 82 milhões de toneladas.”