Transitando  de maneira muito precária, num verdadeiro atentado à segurança, uma velha caminhonete GM Chevy 500 dourada foi recolhida no trabalho de fiscalização de rotina dos agentes de trânsito de Curitiba nesta quinta-feira, dia 5 de setembro.
Com faróis quebrados e soltos, portas encrencadas, pneus lisos e, pasmem, com embalagem de água mineral ao lado do passageiro com gasolina no lugar do tanque. Um verdadeira risco à segurança do condutor e de quem estivesse por perto do veículo.
Ao saber da apreensão o secretário de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel, assustado, lembrou que “as chances desse tipo de arranjo provocar uma explosão ou um acidente grave são grandes”. Falando da situação o secretário comentou também que o veículo tinha outros problemas graves, como a inexistência de cinto de segurança para os ocupantes e pneus desgastados.
Esta apreensão foi realizada na Rua Brigadeiro Arthur Carlos Peralta, no bairro Boa Vista
E se você acha que as irregularidades pararam por ai, não: o motorista, ou “condutor” da caminhonete não possuía carteira de habilitação.
Contabilizando tudo, tivemos uma infração de natureza gravíssima: sete pontos e R$ 293,47 de multa e outra de R$ 195,23 mais cinco pontos.
Com licenciamento atrasado, o responsável teve ainda outros sete pontos, multa correspondente e remoção do veículo até o pátio da Setran.
Pela estado do veículo, é mais um que vai ficar “morando” por lá mesmo.