Com o objetivo de contribuir com o Programa Comida Boa do Paraná, instituído pelo Governo do Estado, a Apras (Associação Paranaense de Supermercados) participou do planejamento do projeto e contribuiu com uma lista de associados para um pré-cadastro. Os supermercados interessados em aderir ao programa, devem confirmar o credenciamento por meio do aplicativo “SeuVale Empresas”, que pode ser baixado gratuitamente pelo Google Play.

Os requisitos necessários para o aparelho e o passo a passo detalhado para criar a conta estão disponíveis em um manual no site www.cartaocomidaboa.pr.gov.br. Após o cadastro, basta cadastrar a conta bancária que deseja receber o pagamento, conforme orientações do mesmo manual. A iniciativa cria um vale para que famílias em situação de vulnerabilidade possam comprar produtos alimentícios durante a pandemia do novo coronavírus. A estimativa é distribuir 1 milhão de cestas de alimentos. O programa será operacionalizado por meio de um voucher com QR Code, para evitar falsificações. O valor de cada vale será R$ 50 e a distribuição será feita com auxílio das prefeituras assim que os trâmites legais estejam encerrados e haja estabelecimentos comerciais credenciados no aplicativo para o atendimento. Os beneficiários poderão usar o cartão nos mercados credenciados pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento. Até agora, já são 1.158 estabelecimentos em todo o Estado, dos quais 790 são associados da Apras. A adesão pode ser feita por qualquer comércio de alimentos, mas a participação não é obrigatória. O programa de auxílio emergencial terá duração de três meses, com possibilidade de prorrogação, e é destinado a famílias mais vulneráveis. A base de beneficiários é o Cadastro Único (CadÚnico) dos programas sociais do país. O programa limita o recebimento do vale a dois membros da mesma família e abre espaço para que a pessoa provedora de família monoparental (apenas um dos pais arca com as responsabilidades) possa requerer o recebimento de duas cotas do auxílio emergencial, independente do sexo, se cumprir os requisitos básicos do programa. A Apras foi convidada a colaborar com o Programa pelo secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, no dia 24 de março. Desde então, a Secretaria e a Associação têm trabalhado em conjunto para definir melhor os termos e a operacionalização do projeto.