Empresas homologadas pela LI poderão investir nas startups aceleradas no Sistema Fiep

Em junho, a Aceleradora Sistema Fiep localizada no Campus da Indústria foi credenciada pelo Comitê da Área de Tecnologia da Informação – CATI para a Lei de Informática (LI). A Lei de Informática se destina a empresas de hardware e automação que investem em pesquisa e desenvolvimento. Essas empresas recebem incentivos fiscais que garantem a redução do valor do IPI em até 80%. Porém, as empresas têm que investir, como contrapartida à essa renúncia fiscal, pelo menos 4% do faturamento anual dos produtos incentivados em atividades de pesquisa e desenvolvimento junto a instituições credenciadas.

Agora, empresas de todo o país poderão, por meio dos benefícios da Lei de Informática, investir nas startups aceleradas no Sistema Fiep Campus da Indústria, ganhando vantagem competitiva, econômica e construindo uma relação mais ágil, corporativa e compromissada com os resultados. “Para nós, é um grande reconhecimento do trabalho que vem sendo realizado pela Aceleradora. Com o credenciamento, conseguiremos apoiar ainda mais as empresas a direcionarem seus investimentos em inovação e pesquisa aplicada, gerando um alto impacto no desenvolvimento do estado e do país”, explica Filipe Cassapo, gerente de inovação do Sistema Fiep.

A Furukawa será a primeira empresa a usar a Lei da Informática para apoiar uma startup acelerada no Sistema Fiep, a True Work. A indústria é credenciada para uso dos benefícios da Lei de Informática há mais de 20 anos e vem realizando pesquisas em parcerias com institutos e universidades. “Com o amadurecimento do ecossistema de startups nos últimos anos, notamos que alguns projetos que demandam agilidade e conhecimentos de especialidades tecnológicas podem ser melhor atendidos pelas startups”, comenta Sérgio Roberto Scarpin, gerente de pesquisa e desenvolvimento da Furukawa. “O que nos motiva a trabalhar com startups aceleradas no Sistema Fiep é que elas já passaram pelo crivo de uma entidade de inovação ligada à indústria. Dessa forma podemos confiar na seriedade e capacidade técnica dos envolvidos, focando na geração de negócios”.

A True Work é uma startup de base tecnológica com sólidos conhecimentos em telecomunicações, tecnologias de IoT, indústria 4.0, automação e plataformas cloud e open source, que tem uma parceria firmada com a Furukawa em projetos de inovação. “O acesso à Lei de Informática é fundamental para o nosso desenvolvimento e maior atratividade de negócios com grandes empresas. As indústrias elegíveis à esta Lei vêm, cada vez mais, identificando oportunidades de crescimento com startups, ganhando velocidade e acesso a tecnologias pioneiras”, conta Edson Cordeiro, diretor de tecnologia da True Work.

 

A Lei de Informática
A Lei de Informática (conforme as leis 8.248/91, 10.176/01, 11.077/04 e 13.023/14) é uma lei que concede incentivos fiscais para empresas do setor de tecnologia, que tenham por prática investir em pesquisa e desenvolvimento. O governo federal utiliza esse mecanismo para incentivar investimentos em inovação no setor de hardware e automação por parte da indústria nacional.

Nesse contexto a Aceleradora Sistema Fiep Campus da Indústria se posiciona como facilitador estratégico para projetos de P&D na Lei de Informática, dada à sua capacidade de transferir tecnologia de ponta, por meio das startups aceleradas.

 

SOBRE O SISTEMA FIEP
O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Sistema Fiep: nosso i é de indústria.