O vermelho é usado como um sinal de perigo há muito tempo, o seu uso como sinal luminoso começou em meados de 1830 no sistema ferroviário inglês, mas de um jeito um pouco diferente: enquanto o vermelho já servia para indicar que os maquinistas deveriam parar, o verde era utilizado para sinalizar precaução e uma lâmpada branca é que sinalizava que o trem estava liberado para seguir.
Esse sistema só tinha um problema, reforçado por volta de 1914: a lente vermelha de um dos sinais caiu, deixando exposta somente a lâmpada. Sem saber do que se tratava e interpretando que branco significava “liberado”, um maquinista causou um trágico acidente ao colidir com outro trem. As ferrovias aboliram o branco de uma vez por todas, e foi aí que a configuração que conhecemos hoje passou a ser utilizada, com o verde indicando a liberação, e o amarelo – por ser bem diferente das outras duas cores – sendo utilizado para sinalizar precaução.

Fonte: fonte: www.megacurioso.com.br